Quando eu iniciei o planejamento do mochilão eu já havia decidido viajar de ônibus de Foz do Iguaçu até Buenos Aires por motivos financeiros, onde optar pelo transporte por terra parecia a escolha mais óbvia. A única coisa que eu não contava era que os valores que eu havia pesquisado e incluído no meu orçamento não eram os que de fato estavam sendo praticados em Puerto Iguazu, cidade argentina que faz fronteira com Foz.

VALORES E INFORMAÇÕES

O trecho da viagem pelas minhas pesquisas deveria custar entre R$180 e R$200, bem abaixo dos R$360 que eu acabei pagando. Fato é que viajar por terra na Argentina não é barato e principalmente levando em consideração à demandas de mochileiros indo para Buenos Aires ao mesmo tempo, isso eleva bastante o preço das passagens impossibilitando encontrar tarifas mais baratas.

Após voltar eu soube que existe uma linha que vai direto de Foz do Iguaçu até a capital argentina e que custa cerca de R$210, mas é muito difícil encontrar vagas disponíveis se você não resolver comprar as passagens com pelo menos um mês de antecedência.

A viagem dura em média 18h e é bem cansativa. Na ida eu optei pela empresa Rio Uruguay, onde comprei um assento cama, que em uma viagem longa como essa faz toda a diferença. No valor estava incluso ceia e café da manhã, que não eram lá muito ruins, mas também não era a oitava maravilha do mundo. O trecho custou 1.800 pesos argentinos, que dá em média R$360.

Na volta eu tentei comprar com um pouco de antecedência e me arrependi da barganha que fiz. Comprei um assento cama em uma outra operadora, onde paguei 1500 pesos, 300 a menos que na viagem de ida, porém o ônibus parou muito e uma viagem de 18h se transformou em uma de 21. Meu conselho: Verifique quantas paradas o ônibus vai fazer antes de comprar a passagem para assim, escolher a que melhor se adapta ao que você procura.

Imagem de capa: Aguiar Buenos Aires

 Gastos

Trecho de Ida: R$360,00 

Trecho de Volta: R$350,00 


 Quer receber mais dicas?

Curta nossa página no Facebook
Siga o nosso perfil no Instagram e no Bloglovin

Gostaria de dar alguma dica sobre esse trajeto? Deixe um comentário e ajude outros leitores!

Comments

comments