No segundo semestre de 2016, com um TCC para entregar e pouco tempo livre para me dedicar, escolhi o tema de acordo com a minha lista de desejos da Saraiva online. Bastava olhar rapidamente para perceber que eu amava ler sobre empreendedorismo e inovação, decidi então que o meu trabalho de conclusão falaria de startups.

Parece uma decisão boba e simples, mas essa decisão impactou diretamente em várias outras. Em novembro fui desligada de uma empresa que me tomava horas incontáveis e quase toda minha paz de espírito,  logo, com um TCC para entregar e um desejo de liberdade imenso, decidi me inscrever no Startup Weekend Women que aconteceria duas semanas depois.

Participei do evento, lancei minha ideia, conheci pessoas incríveis e minha equipe ficou em primeiro lugar. Foi lindo ver uma ideia que nasceu durante minha viagem ao Peru sendo viabilizada. Esse acontecimento mudou completamente o direcionamento da minha carreira, ali eu percebi que eu era extremamente feliz trabalhando em algo que refletia toda minha alma. Ali terminava um ciclo e iniciava uma jornada de conhecimento e garra, uma história cheia de desafios e aventuras!

Decidi empreender. E agora?

Quando você fala para as pessoas que não vai procurar emprego e sim tentar criar uma empresa do zero, a primeira coisa que você vai ouvir é que deveria procurar um emprego para poder viabilizar seu sonho de criar uma empresa. O ideal é fingir que não ouviu e continue caminhando, pois provavelmente você irá lidar com isso durante toda sua trajetória.

A melhor saída para ter uma atitude positiva com relação à sua decisão é se cercar de pessoas com o mesmo objetivo que o seu. Não exite em ficar off por um tempo, buscar novos ares e trocar conhecimento com outros empreendedores, é necessário priorizar o que você quer alcançar e traçar um plano para chegar lá.

Dica n°1: Planejamento

Não deixe o futuro completamente ao acaso, faça um plano com metas possíveis de tudo que você deve realizar e de cada passo diário para concretizar sua ideia.

Dica n° 2: Controle Financeiro

Quando você decide empreender, deve estar ciente de que o dinheiro que vai entrar é diretamente proporcional ao esforço que você fará para alcançar receita suficiente para cobrir as despesas e pagar o seu salário. Esse planejamento pode ser feito de diversas maneiras, com planilhas no excel, aplicativos mobile, plataformas online, etc.

Dica n° 3: Trabalhe. Trabalhe muito!

Ter que definir o próprio horário de trabalho é um pouco mais complicado do que parece. Como você será responsável por praticamente tudo no início, ter um controle do seu tempo irá refletir diretamente na sua produtividade e como empreendedor, esteja preparado para assumir todas as áreas. Trabalha-se muito, mas ama-se muito também e a satisfação de ver nascer uma ideia sua é sem precedentes!

Dica n° 4: Jamais desista!

Momentos e dias difíceis virão. É preciso ter muita persistência e resiliência para aguentar o caldeirão de emoções que aflige a vida empreendedora. Eu costumo dormir e acordar pensando na startup e o medo praticamente mora comigo, mas aprendi a conviver com ele e hoje em dia somos amigos.

O medo vai existir sempre, mas a verdade é que entre passar 8h por dia, ganhando menos de R$10 por hora para construir o sonho de uma outra pessoa e trabalhar 12h por dia ganhando R$0 para construir o seu, a segunda opção é sem dúvida a melhor. Entregue o melhor serviço ou produto, dê o melhor de você e quando você menos esperar, o dinheiro será apenas uma consequência de algo que você deu a alma para ver nascer.

*Postei apenas 4 dica porque ainda estou passando pelo processo 


 Quer receber mais dicas?

Curta nossa página no Facebook
Siga o nosso perfil no Instagram e no Bloglovin

Gostaria de dar alguma dica sobre empreendedorismo? Deixe um comentário e ajude outros leitores!

 

Comments

comments